Menu

Rádio Maranata Gospel.
A rádio que ilumina a sua alma.
Erechim - RS - Brasil.

A incrível arte de ouvir - Inspiração juvenil - 26.08.2017

26 AGO 2017
26 de Agosto de 2017
Este é o meu Filho querido, que me dá muita alegria. Escutem o que Ele diz. Mateus 17:5

É possível que você conheça alguém que não consegue controlar a língua, fala pelos cotovelos e, por conta disso, acaba se metendo em situações difíceis, prejudicando a si e os outros. Para esse tipo de gente, pensar e falar são a mesma coisa, ficar quieto é martírio e compartilhar as “notícias”, o maior prazer.

Ao que tudo indica, o apóstolo Pedro tinha esse problema. Era sempre o primeiro a emitir opinião, falava na hora errada e não pensava muito antes de disparar sua metralhadora de palavras. Como todo mundo que se comporta assim, Pedro tinha enorme dificuldade em ouvir com atenção o que os outros diziam.

Ao longo de seu ministério, Jesus estava sendo claro a respeito da necessidade de se sacrificar em favor da salvação da humanidade. À medida que o tempo passava e o momento de sua morte se aproximava, o Senhor tornou isso cada vez mais evidente. Porém, para Pedro, essas palavras “entravam por um ouvido e saiam pelo outro”.

No monte da transfiguração, o apóstolo passou por um grande constrangimento por conta dessa característica. Depois de presenciar o diálogo entre Jesus, Moisés e Elias, cujo tema era a necessidade da cruz, sem pensar, Pedro disparou: “Como é bom estarmos aqui, Senhor! Se o Senhor quiser, eu armarei três barracas neste lugar: uma para o senhor, outra para Moisés e outra para Elias” (Mateus 17:4).

Em outras palavras, ele quis dizer: “Gente, vamos esquecer essa história de cruz e sofrimento. É melhor ficarmos numa boa em cima desse monte, aproveitando toda a beleza do momento.”

Pedro falou a coisa errada, da forma errada, na hora errada. Deus, o Pai, não esperou nem mesmo que ele terminasse a frase e disse com sua voz de trovão: “Este é o meu Filho querido, que me dá muita alegria. Escutem o que Ele diz!” (Mateus 17:5). Ou seja, Deus interrompeu a precipitação do apóstolo, enfatizando a necessidade de falar menos e aprender a ouvir o que Jesus dizia.

Para não se parecer com Pedro nesse ponto, nunca fale antes de pensar, calcule o resultado de suas palavras e lembre-se do conselho de Salomão: “Quanto mais você fala, mais perto está de pecar; se você é sábio, controle a sua língua” (Provérbios 10:19). Por isso, use bem seus dois ouvidos para ouvir a voz de Deus e, com sua única boca, fale somente o que for necessário.

Voltar


Tenha você também a sua rádio